17 de jan de 2009

Quanto Vale a Vida ?

     Quinta a noite estávamos na casa do Marcelo, eu, o Fábio, o Solano e o próprio Marcelo. O Marcleo estava falando de como ele ficava incrédulo quando a irmã dele a as amigas ficavam emocionadas, apenas por ver o NX Zero na televisão. Eu falei que se , por exemplo, o Bruce Dickinson (vocalista do Iron Maiden e meu ídolo máximo na música) morresse, eu ficaria triste, mas que eu acreditava que não choraria. Pela manhã a mãe do Marcelo veio nos dar a notícia de que o ônibus do Brasil-PE tinha capotado, e que tinham morrido três pessoas. Eu fiquei muito nervoso, pensando que o Danrlei poderia ter morrido, só me acalmei quando ela disse que ele tinha luxado o braço. Depois disso mudei meu conceito de "morte de ídolos".     
     E diante desse acontecimento, eu paro pra pensar em várias coisas. Uma delas, como a estrela de um ídolo dos gramados, pode brilhar além dos mesmos. Danrlei, o homem múmia (assim chamado pelas várias faixas de títulos que conquistou pelo Grêmio) ídolo de qualquer torcedor tricolor, e recém contratado pelo Brasil-PE e sem nenhuma partida oficial pelo clube, estava no ônibus. Teve uma luxação no braço e, mesmo assim, caminhou um quilômetro e meio até achar uma casa para pedir socorro. Depois de voltar ao local do acidente, "comandou" as equipes de resgate. Teve postura de herói. Aquele cara que se mostrava meio brigão, afinal de contas já brigou com juiz em jogo beneficente , na verdade não era brigão. Na verdade ele tinha mesmo era um coração batendo debaixo do distintivo e sangue correndo nas veias, sangue azul, óbvio. Demostrou isso ao cometer tal ato de heroismo. E não podia esperar menos dele.

          Danrlei, ídolo e herói. 

     Outra coisa que eu penso é como a vida é estranha. No início do ano Cláudio Milar recebeu uma proposta para ir jogar em outro clube. Como era ídolo máximo da torcida xavante, resolveu ficar. Goleador que era, fez um gol no jogo-treino, no mesmo dia do acidente. Acabou falecendo. Se ele tivesse trocado de clube, teria acontecido a tragédia ? Ou será que quando é pra acontecer algo,  acontece em qualquer lugar ? Dou outro exemplo: Em 1986 o Metallica viajava em turnê. O baixista Cliff Burton e o guitarrista Dave Mustaine estavam jogando cartas, o ganhador ficaria com a melhor cama do ônibus. Cliff Burton ganhou, o ônibus capotou e a melhor cama do ônibus foi esmagada. Se Dave Mustaine tivesse ganho, o acidente aconteceria ? E se tivesse acontecido, Dave Mustaine morreria ? É estranho pensar que um jogo de cartas decidiu a morte de uma pessoa.


"Quanto vale a vida de qualquer um de nós?
quanto vale a vida em qualquer situação?
quanto valia a vida perdida sem razão?
são segredos que a gente não conta
são contas que a gente não faz
quem souber quanto vale, fale em alto e bom som"
Engenheiros do Hawaii - Quanto Vale a Vida


Eu escrevo "herói" com acento, sim. Foda-se a reforma ortográfica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário