2 de jan de 2009

   Dois dias nublados e sem graça. Se eu acordasse em algum deles, não sabendo que mês é, eu diria que é junho. Sempre que entra um ano novo, eu fico deprimido. Esse ano não foi diferente. Eu viro um véio gagá. Várias situações me levam a virar um véio gagá, e essa é uma delas. Fico lá relembrando o meu ano, e reclamando sozinho. É bem chato. E um pouco emo.
     Mudando de assunto, ainda não mencionei o fato de eu ser meio metido a músico. Eu fiz aula de canto ano ano, e estudei música uns seis meses. É pouco , mas depois eu não tive mais tempo. E como eu queria ter mais tempo disponível pra isso. Tenho paixão por música, principalmente (e eu devo frisar o PRINCIPALMENTE) o bom e velho Rock 'n roll. Tive uma banda no colégio, também. Sei tocar muito pouco (o básico do básico) de guitarra, baixo, bateria e um pouco de teclado. Mas eu curto mesmo cantar, mesmo não cantando bem. Eu e o Fábio tivemos a idéia de montar uma banda no meio do ano passado.Ele toca guitarra. Aí convidei um amigo meu, o Márcio, pra bateria.Eu disse pra minha mãe que eu tava montando uma banda, e perguntei se ela tinha um bom nome. Ela mais do que rápido: "ZERO DE CONDUTA", e o nome caiu como uma luva. Ficamos um tempão procurando um baixista. E achamos umA baixista, depois de muito procurar, a Juh. Depois disso convidamos a irmã do Marcelo (a Gabi) pra fazer parte da banda. O Zero de Conduta estava formado. Ontem eu falei com o Márcio, na loja em que ele trabalha (eu não falo diariamente com ele, pq ele mora no meu saudoso antigo condomínio). Mas a gente ainda não ensaiou e isso me gera uma puta expectativa. QUERO ENSAIAR DE UMA VEZ.
     Finalizo, desejando boa sorte aos meus amigos que estão fazendo vestibular pra UFRGS. Bernardo, Fábio, Márcio, Anne, Gabi , Lima, Larissa, Adriano, Diego, Mine e outros que eu esqueci e que são sim, menos importantes (sem falso moralismo)... Boa sorte a todos vocês, pq precisamos pra acertar as que não sabemos (se não fosse isso eu nunca ia ter feito as quinze que eu fiz em Matemática). Se servir de estímulo, até hoje eu não sei explicar que sensação foi aquela, quando li meu nome no listão. Só sei que eu pulei da cadeira, gritando "FEITO CARALHO", e ela caiu no chão, fazendo um barulhão, quase matando o Bruce. Depois o vizinho veio reclama do barulho eu eu quase disse: "VAI TOMA NO MEIO DO CU, QUE EU PASSEI NA UFRGS.", mas deixei que a faixa da aprovação falasse por mim, e desse no meio daqueles dedos velhos e gordos de quem nunca acreditou que eu iria passar.

2 comentários:

  1. nossa, quando eu acabei de ler.. fiquei rindo por alguns minutos.. que até vieram me peguntar o que aconteeceu! hehe adorei, ta ÓTIMO! brigada por lembrar de mim ali no meio *-*

    ResponderExcluir
  2. obrigada por lembrar de mim tb! to só na média... se eu passar vai ser MUITA sorte!
    e UM DEDO MÉDIO bem grande pra gente velha e chata que não entende o que é passar na ufrgs(isso q nunca passei) uahauhauhauahuah

    ResponderExcluir